Efeito coronavírus – como usar notícia relevante a seu favor?

Efeito Coronavírus - Como usar uma notícia relevante a seu favor
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Receba nossos posts direto no seu e-mail

Dicas, análises, tendências, notícias e muito mais, em primeira mão, direto no seu e-mail.

Sumário

Calma, isso não é clickbait, eu prometo que o efeito coronavírus é uma dica valiosa de como usar notícia relevante a seu favor. Este artigo está cheio de dicas, listas do que fazer, como fazer e até sugestões práticas para você aproveitar hoje mesmo!

Antes de começarmos, eu preciso te dizer que talvez você não esteja aproveitando algo que faz total diferença quando alguém se deparar com um conteúdo produzido por você ou por alguém que não é especialista em um determinado assunto relacionado a saúde.

Vantagem de ter Dr. e Dra. no nome:

Ao contrário do meu mercado, quem é profissional da saúde tem uma vantagem gigantesca e muitas vezes não sabe aproveitar. 

Todos os dias, uma das atividades mais frequentes na internet é a busca por informações de saúde, doenças, diagnósticos, medicamentos, tratamentos e afins. 

Se você quer saber mais sobre isso, leia esse POST que fiz aqui, com dados da pesquisa completa sobre comportamento do internauta com relação a temas de saúde. 

A grande vantagem que qualquer profissional da saúde tem em relação a outros mercados ou profissionais, é muito simples e causa um efeito incrível. 

Seus perfis e sua mensagem, sempre são acompanhados do prefixo Dr. e Dra. 

Verdade seja dita, a palavra de doutor e doutora é de extrema confiança e valor. 

Portanto, mesmo que a notícia que esteja circulando não seja relacionada à sua especialidade, você pode usar a seu favor. 

As pessoas estão dispostas a parar e ouvir ou ler sobre a saúde delas, todos os dias, principalmente se foi alguém com a sua experiência que falou sobre. 

Use isso a seu favor. Mais abaixo, você terá acesso a uma lista de sugestões do que pode falar.

O segredo das notícias relevantes:

O que eu vou te contar agora, foi retirado de um estudo feito pelo próprio Facebook que diz respeito a acontecimentos globais e fake news. 

Todas as pessoas, enquanto usuários de redes sociais, são influenciadores em algum nível dentro do grupo dos seus próprios de amizades.

Existe uma espécie de filtro do que consideramos relevante, interessante, novidade, tendência ou descartável, dentro das notícias que circulam nas redes e dos vídeos que são assistidos no dia a dia. 

Quando existe algum acontecimento de macro ambiente, ou seja, que é maior do que todos, como os seguintes casos abaixo:

  • Doenças e epidemias
  • Eleições
  • Reality show
  • Fatos globais

Os filtros todos são revistos e em alguns casos esquecidos. 

Durante a eleição presidencial de 2018, no Brasil, vivemos um movimento de divulgação de fake news em massa. 

Por que? A resposta está acima. 

Quando eu vivo um momento que tem um acontecimento de macro ambiente influenciando as conversas que tenho com amigos e familiares, seja na mesa do almoço, no restaurante ou no café do trabalho, há uma mudança de comportamento na avaliação do filtro das notícias que temos acesso dentro de determinada rede social. 

Ou seja, resumindo, durante período como esse, as pessoas querem compartilhar mais. 

Seja para persuadir alguém, seja para afirmar seu ponto de vista ou simplesmente para atacar um candidato que não simpatizam. 

Durante uma epidemia ou uma pandemia, isso ocorre da mesma maneira. 

Em Janeiro de 2020, começou falar sobre Coronavírus, muitas pessoas falando sobre isso, a mídia falando sobre isso e consequentemente, muita dúvida fica no ar. 

Seguindo uma sugestão dada por mim, em uma imersão de marketing digital para médicos, Dr. Michel Palheta, radiologista de Sobral – CE, fez um vídeo sobre o coronavírus

Falou sobre o que é, onde surgiu, o que se sabe e como podemos tomar os cuidados necessários.

Veja o vídeo abaixo:

Este vídeo foi publicado no Facebook, Instagram e Youtube do Dr. Michel Palheta.

Até o momento da publicação do artigo, o vídeo tem:

1.4 milhão de visualizações, 44 mil compartilhamentos, 17 mil curtir, 1.5 mil comentários.

Este vídeo viralizou tão rápido quanto um piscar de olhos. 

Em menos de uma semana, já havia atingido 1 milhão de visualizações no Facebook.

Por que isso acontece?

Porque durante um período de preocupação com uma doença que é desconhecida e está ganhando força, no número de infectados e na mídia, as pessoas intensificam sua busca por resposta. 

Nessa hora, sem pensar muito, ao se separar com um vídeo de um profissional da saúde falando sobre o assunto, é quase que automático que seguinte situação aconteça. 

  • A pessoa vai parar e assistir o vídeo
  • Provavelmente assistirá com mais atenção e por mais tempo do que faria em outras situações
  • Instantaneamente, após assistir e julgar relevante, vai compartilhar o vídeo onde puder. 
  • Na própria rede que assistiu e ainda vai copiar o link e enviar para familiares e amigos 

Portanto meus amigos, se você chegou até aqui, continue comigo porque a jornada está só começando.

Como produzir e o que produzir?

Você provavelmente está se perguntando:

Mas Thiago, eu não sou infectologista, como vou falar de algo que foge da minha especialidade. 

Bem, mesmo que você não seja médico, seja dentista. Existe uma maneira de fazer isso acontecer. 

Acredito que parte fundamental do seu propósito enquanto profissional da saúde é levar informação relevante e educar as pessoas sobre a própria saúde dela, certo?

Pois bem, o que você precisa nesse momento é assumir a posição de fonte de informação relevante sobre saúde e ajudar as pessoas que te seguem. 

Muitas pessoas estão sedentas por informação e pesquisar sobre é algo que toma tempo e pode gerar muita confusão. 

Portanto se você puder fazer uma curadoria e entregar a informação bem lapidada para seus seguidores, eles irão retribuir você, assistindo, interagindo e compartilhando.

Quer uma receita?

  1. Faça sua pesquisa e reúna informações que julgar relevante
  2. Apresente primeiro o que é a determinada doença 
  3. Quais os números atualizados
  4. Qual sua origem, causas e como é o contágio
  5. Quais os sintomas e como identificar
  6. O que fazer em caso de sintomas positivos

Adicione isso a mais dois itens bem importantes. 

Comece o vídeo se apresentando, dizendo de onde é e qual sua especialidade.

Termine o vídeo dizendo para as pessoas comentarem suas dúvidas e compartilharem isso com amigos e familiares. 

Informação acima de tudo!

Priorize a publicação em plataformas que são fáceis de compartilhar. 

Facebook e Instagram, daí então, compartilhe o link do post no Whatsapp, email e afins. 

YouTube não? YouTube sim, mas, tem um porém. 

Ele vai priorizar canais de notícias e dificilmente você conseguirá ter uma boa visibilidade ou até viralizar seu conteúdo. 

Ou seja, embora seu vídeo esteja lá e você consiga boas visualizações, o algoritmo vai distribuir melhor aqueles vídeos de canais que são mais relevantes.

Por que fazer em vídeo e não só uma foto ou um carrossel de imagens?

Porque é mais fácil para passar toda informação de uma única vez e porque vídeo viraliza muito mais do que imagem!

Como saber se é hora de produzir algo

Primeiro de tudo, utilize seu instinto, se você identificar uma oportunidade em um tema que está em alta, que seja cercado por muita dúvida e que as pessoas queiram saber mais sobre ele, produza sem medo de ser feliz.

Mas existem outras maneiras de fazer isso, utilizando a tecnologia a seu favor, vamos lá entender:

Basicamente o que você irá fazer é utilizar a ferramenta Google Trends.

Essa ferramenta é grátis e possibilita que você tenha acesso a informações de busca das pessoas.

Volume, Locais, Termos, Termos relacionados, são alguns dos itens que você tem acesso e pode usar como base na sua busca.

Veja o vídeo abaixo para entender o funcionamento do Google Trends.

Como usar o Google Trends para produzir seu próprio conteúdo

Portanto, resumindo, para saber quando é a hora, basta unir sua intuição, com as notícias sobre determinado tema e também um pouco de pesquisa no Google Trends.

Quer ir além?

Lista de sugestões

Para facilitar mais a sua vida, eu criei uma lista de itens que você pode usar como base para criar seu próximo conteúdo.

Essa lista sozinha já merece que você copie o link do post e compartilhe com seus amigos, hein?

  1. Traduza informações de outros idiomas
    1. utilize uma pesquisa, uma publicação de alguma revista ou portal de relevância da sua especialidade como base para um vídeo sobre uma novidade ou novas informações sobre algo que estão todos querendo saber.
    2. Pegue o artigo, traduza e compartilhe com seus seguidores.
  2. Pegue informações de sites oficiais ou de estudos que você estiver fazendo, e explique o que aquilo quer dizer
  3. Antecipe tendências que viu no exterior e que está chegando ou nem chegou no Brasil
  4. Selecione os principais momentos de alguma aula ou palestra em congresso e faça um vídeo explicando o que aquilo quer dizer, como muda seu trabalho e qual benefício para seu paciente (a maioria só publica fotinha no stories e não explica nada).
  5. Faça ao vivo com outros especialistas ou até mesmo profissionais de outras áreas, juntos vocês podem debater sobre determinado tema, trazendo informações mais completas e relevantes.
    1. No caso, se você for falar sobre coronavírus, você pode fazer um ao vivo com um infectologista para que os dois se ajudem.
  6. Produza vídeos com outros especialistas ou de outras áreas, chamamos isso de Colab. 

Enfim, é isso! Este post está recheado de boas dicas do que você pode fazer para usar informações relevantes e notícias de extrema relevância a seu favor.

Se você gostou deste artigo, tenho duas coisas para te dizer:

Primeiro, compartilhe este conteúdo com um colega, tenho certeza de que tem muita coisa boa para ajudar uma gama de profissionais no Brasil todo. 

Fazendo isso, você me ajuda a disseminar mais informação de qualidade e transformar a rotina de profissionais de saúde como você e a consequência disso tudo é que vamos impactar cada vez mais pessoas no Brasil e no mundo.

Segundo, me chame no Instagram @thmartins e me diga no direct o que achou do artigo, vai ser um prazer conversar sobre esse tema com você!

Terceiro (sim, eram dois mas… sabe como é)…. 

Você sabia que eu tenho um podcast também? Acesse agora e escute, os episódios são rápidos e cheios de bom conteúdo.

CLIQUE AQUI para ouvir o podcast!

Te vejo na próxima.

Até mais.

Compartilhe com seus colegas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Precisamos falar sobre Engajamento
Instagram

Precisamos falar sobre Engajamento

Hey, tudo bem por aí? Este artigo surgiu a partir de algumas conversas no grupo de Whatsapp de Médicos e no grupo de Dentistas. Ao …

Ler o post →
Índice de qualidade de uma página
Dicas

Índice de qualidade de uma página – O que é isso?

Se você caiu aqui de gaiato, eu garanto que esse post vai surpreender você, então fique aqui comigo para falarmos sobre o índice de qualidade …

Ler o post →
Thiago Martins - Especialista em Marketing Digital para Saúde | 2020 Copyright © Todos os direitos reservados